terça-feira, 19 de março de 2019

SOBERANIA NÃO SE ENTREGA E NÃO SE NEGOCIA

Bolsonaro presta continência
à bandrura anericaba
Acordo soberano entre nações é quando as duas saem ganhando.

Ontem, Bolsonaro, Moro e sua comitiva foram aos Estados Unidos entregar a base de Alcântara, informações sigilosas sobre o Brasil e os brasileiros, sem negociar nada em troca, em favor da pátria e do povo.

O entreguista ainda afirmou aos yankees, de forma submissa e absurdamente, que a Amazônia não é nossa, ou seja: podem levar.

"Brasil acima de tudo" é uma pinoia! Nossa "bandeira nunca será vermelha" é conversa para eleitor-boi dormir em pé.

Bolsonaro é entreguista. E o que é pior: seu governo é de traidores e vendilhões da pátria. Bolsonaro foi entregar aos americanos nossas riquezas e soberania nacional, de mãos beijadas, sem nada em troca, arreganhando ainda as pernas  da pátria aos gringos, para entrarem como e a hora que quiserem.

Soberania não se negocia, não se vende e não se entrega.

Canalhas!

domingo, 17 de março de 2019

HOJE TENHO VERGONHA DO LULA

Lula e Marisa Letícia, Sítio
de Atibaia (img. internet)

A esquerda é triste mesmo.

O companheiro Lula astá preso por ter "supostamente" roubado dinheiro da Petrobras para comprar um sítio e um apartamento que nunca foram colocados em seu nome.

O dinheiro alegado, desviado para compra do apartamento e do sítio, pouco mais de dois milhões de reais, nunca foi encontrado em conta bancária alguma, vinculada ao ex presidente, nem pela justiça, ou pela PF, ou pelo MPF, nem por caralho algum.

Lula está preso aguardando recursos em tribunais superiores.

A força tarefa montada para apurar e apontar nomes dos corruptos e valores roubados, acabou por firmar, nas sombras e ao arrepio da lei, um acordo vantajoso aos investidores e acionistas norteamericanos (e "autoridades brasileiras"), por possíveis danos, em razão da corrupção na Petrobras.

O acordo entre a estatal brasileira e o Departamento de Justiça dos Estados Unidos é de U$ 853 milhões (dolares), dos quais US$ 682,5 milhões (dolares), seriam pagos a “autoridades brasileiras”.

Em seguida, a "thurma" de Curitiba firmou outro acordo, agora com a Petrobrás, onde a estatal do petróleo repassaria 2,6 bilhões de reais a uma "fundação fanta", a ser criada pelos meninos promotores de justiça do MPF de Curitiba, que atuam na Operação Lava Jato, que também seriam os responsáveis por gerir esta grana todo, enquanto seguiam chamando o Lula e os petistas de ladrões e condenando-os em outros processos.

Corrupção de verdade é isto, no meu entendimento: roubo na cara dura e em valores astronômicos. Enquanto a República de Curitiba roubava o erário, ao mesmo tempo gritava em praça pública: "pega o Lula ladrão".

A esquerda tem que aprender a roubar de verdade, com "R" maiúsculo. Aprender com Pepública de Curitiba. Quem é Lula diante de Moro e Dallagnol?

Lula, com seus pedalinhos e o isopor cheio de cerveja na cabeça, curtindo no sítio de Atibaia, nos humilha; deixa a esquerda de saia justa e bochechas rubras.

Lula me mata de vergonha.

sábado, 9 de março de 2019

O DIA DELAS NA SERCA (UNIR, GUAJARÁ)

Oito de março, dia internacional da mulher, é uma data que marca uma trajetória de fatos importantes, lutas vitoriosas e reivindicações justas, iniciadas em meados do século XIX, nos EUA e Europa, por melhores condições de trabalho e direitos sociais e políticos às mulheres.

A Secretaria Acadêmica (SERCA) da Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR), Campus de Guajará-Mirim, é conduzida por quatro servidores, sendo três bravas, competentes e dedicadas mulheres (Marnízia, Sandra e Lisvânia), e eu (o bendito fruto entre as mulheres).

Para marcar a data, fortalecer a luta das mulheres e rememorarmos os primeiros passos desta grande caminhada de muitas e importantes conquistas, nos reunimos na SERCA, com as companheiras da empresa terceirizada, para um breve momento de reflexão e, claro, degustamos também um bolo de chocolate.

Às companheiras guerreiras, vida longa e muitas vitórias!

sexta-feira, 8 de março de 2019

GUAYARAMERÍN: DESFILE DAS COMPARSAS BOLIVIANAS

Desfile de comparsa boliviana, carnaval 2019
Já tem algum tempo que os foliões de Guajará-Mirim, adeptos e animados brincantes do período carnavalesco, tem atravessado a fronteira para participar da folia momesca dos “hermanos” que, diga-se de passagem, tem crescido bastante em termos artísticos. Ouso dizer que já superou os desfiles de blocos carnavalescos da Pérola do Mamoré (que há alguns anos não acontecem mais). 


No último sábado (2), aconteceu o desfile de grupos folclóricos organizados e das comparsas ‘carnavaleras’ (organizações assemelhadas com as nossas pequenas escolas de sambas), da cidade de Guayaramerín, Beni, Bolívia. O desfile aconteceu em via pública, devidamente estruturada para receber as comparsas, os grupos folclóricos e o púbico composto por bolivianos e brasileiros. 

Desfile de comparsa boliviana, carnaval 2019
Impressiona a evolução do carnaval do outro lado da fronteira, que apresenta quantidade expressiva de comparsas (grêmios carnavalescos), grandes e bem trabalhados carros alegóricos, ricas fantasias e adereços. 

Durantes suas apresentações na “passarela carnavalera”, as comparsas desfilam ao som de marchinhas do carnaval brasileiro e de canções do alto folclore boliviano, animando o público presente, brincantes e autoridades. 

O desfile de comparsas bolivianas da cidade de Guayaramerín é uma grande festa popular, rica em termos artísticos, bem organizada e muito animada. Uma emocionante experiência para quem gosta, faz e brinca carnaval.

segunda-feira, 4 de março de 2019

MONA MOMO E PINTÃO DESFILAM NESTA TERÇA-FEIRA

Dhiennilly Trovoada
Musa do Bloco Mona Momo

  1. Nesta terça-feira, dia 5, acontecerá o segundo desfile dos blocos carnavalescos Mona Momo e Pintão da Madrugada. 


Os blocos desfilam juntos, percorrendo o mesmo trajeto de ruas do bairro Tamandaré e centro da cidade (Praça Governador Jorge Teixeira), com concentração a partir das 17 horas, iniciando o ofesfile às 19 horas, encerrando no Tekila Bar às 21 horas.

Coordenadores e brincantes
Do Bloco Mona Momo
 Mona Momo e o Pintão da Madrugada realizaram emocionante desfile no domingo de carnaval (3), levando foliões fantasiados, crianças acompanhadas de seus pais ou responsáveis, embalados por marchinha de carnaval e, por onde passavam, arrancavam aplausos dos moradores que prestigiavam os blocos das calças de suas residencias.

A coordenação dos blocos Mona Momo e Pintão da Madrugada convidam brincantes, pais, crianças e responsaveis para participarem do 2º desfile dos blocos, que acontecerá nesta terça-feira, dia 5, conforme programação cima citada.

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

BLOCO MONA MOMO: SIGNIFICADO DO NOME

Tamara da Terra, Musa do Bloco
Mona Momo 2018
Em 2018, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP), órgão responsável por elaborar as provas do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio), em uma questão do teste de linguagens incluiu uma frase contendo expressões do dialeto pajubá, usado como gírias pela comunidade LGBT:

- “Nhaí, amapô! Não faça a loka e pague meu acué, deixe de equê se não eu puxo teu picumã!” 

Tradução das gírias que constroem a frase usada no ENEM, muito comum nas falas do segmento LGBT: “Hhaí (cumprimentar: oi, e aí?), “amapô” (mulher), “acuê” (dinheiro), “equê” (mentir, truque, enganação), “picumã” (cabelo).

Momus, personagem mitológico Grego
Com o objetivo de tirar dúvidas de brincantes, foliões e a comunidade guajaramirense, de modo geral, que tem se perguntado sobre o significado e origem do nome do Bloco Mona Momo, a coordenação do grêmio carnavalesco, de viés LGBT, e o Grupo Pérolas esclarecem que o bloco buscou para sua nomenclatura, uma gíria da comunidade de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transgêneros, qual seja: MONA. Substantivo feminino; 1. usado para denominar homem homossexual afeminado; 2. modo de tratamento entre homossexuais afeminados; 3. modo de tratamento entre drags e travestis.


O Personagem do rei Momo apareceu no Brasil nos carnavais do começo da década de 1930. A figura é inspirada na mitologia grega, em que Momus era um personagem mitológico que personificava a ironia e o sarcasmo. No Brasil, este personagem mitológico foi adaptado para as festas carnavalescas, tornando-se um dos principais símbolos do carnaval brasileiro.


O Bloco Carnavalesco Mona Momo, criado com o objetivo de reunir o seguimento LGBT no período carnavalesco, em sua designação buscou o símbolo máximo do carnaval (o Rei Momo), e uma gíria usada pela população LGBT, que diz respeito aos homossexuais afeminados e às mulheres (Mona).

Resumindo, o Bloco Mona Mono é o bloco do rei afeminado, do rei homossexual, o rei do segmento LGBT.




CARNAVAL INFANTIL NO TEKILA

Crianças, Bloco Periquito da Madame, 2013

Atendendo aos pedidos de pais, mães e responsáveis, a coordenação do carnaval que inicia nesta próxima sexta-feira, 1º de março no Tekila Bar, comunica que nos dias 2 e 3 (sábado e domingo), acontecerá as vesperais carnavalescas para o público infantil, iniciando às 17h e encerrando às 19 horas.

Em cumprimento à legislação pertinente, a coordenação da folia infantil do Tekila Bar informa ainda que a participação e presença dos pimpolhos na folia momesca só será permitida aos menores, crianças e adolescentes que estejam devidamente identificados e acompanhados de seus respectivos responsáveis: pais, mães ou respondíveis maiores e idade.